Primeiro livro já disponível

O Lugar das Árvores Tristes

O Lugar das Árvores Tristes

Escritora

Estes Dias | 5

Alzira sentiu o novelo que tinha no peito enrolar-se cada vez mais. Não tarda seria um gato a vomitar bolas de pêlo. Esperança, sentada num banco da cozinha, olhava tudo à sua volta. Também Alzira não gastara dinheiro em remodelações. Viviam ambas naquele prédio há quarenta anos e a construção antiga é que era boa, […]

No início era o Verbo

“Não é como começa; é como acaba.” Esta afirmação, quando aplicada a coisas como futebol, investimentos, cursos, etc., é muito verdadeira. O que importa é o resultado final, e não tanto o ponto de partida.  Quando aplicada à escrita… bom, nem por isso… “O paraíso deve consistir no cessar da dor, disse Elias Gro quando […]

Estes Dias | 4

Quando Esperança abrandou finalmente o coração, Alzira quis saber o que fora aquilo. A que propósito é que lhe tinha entrado assim, casa adentro, sem ser convidada? — Ó vizinha, você não ouviu a barulheira? — Ouvi e não percebi o que se passou — respondeu Alzira. — Você sabe que o meu Alfredo tem andado […]

A regra de ouro dos escritores

Ponto prévio: o meu maior defeito é ser perfeccionista a ponto de me auto-sabotar. Sou daquelas que acha que, se não for para fazer excelente, nem vale a pena começar. E o que acontece muitas vezes é que este pensamento acaba por me bloquear e por me impedir de fazer inúmeras coisas. Aprendi à custa de muito […]

Estes Dias | 3

O pior dia da vida de Alzira começou como todos os outros: uma caneca de café de saco e um papo-seco com manteiga engolidos calmamente, depois de tirados os rolos do cabelo e de trocada a camisa de dormir pela bata de andar por casa. Era uma terça-feira, dia que Alzira dedicava a limpar o pó […]

Da poesia ao romance – uma epopeia

Comecei o meu percurso na escrita da forma mais basilar possível: lendo muito. Foi o facto de ler que me fez apaixonar pela arte de contar histórias. Foi o facto de viajar tanto dentro dos livros que lia que me fez querer dar vida às inúmeras realidades que foram crescendo dentro de mim.Comecei cedo: aos 10 anos. […]

Estes Dias | 2

Esperança era a vizinha da frente e a única de quem Alzira não conseguia escapar. Desistira de tentar há muitos anos, na verdade. Esperança conseguia perceber quem entrava no prédio pela forma como a porta da rua abria. E, sempre que pressentia Alzira, arranjava o que fazer no patamar. Ora era a árvore da borracha que […]

Estes Dias | 1

Alzira nunca passara um dia sem lavar o patamar da escada. Todas as manhãs, depois de bebido o café de saco e comido o papo-seco com manteiga, enchia o balde, punha o detergente só no fim, senão a espuma era demasiada e a tarefa não se cumpria em condições, e lavava com esmero os degraus […]

Sobre Mim

Sobre mim

O meu mar é o das palavras.

Escrevo porque não sei viver de outra forma. Escrevo porque tenho dentro de mim inúmeras histórias que precisam de ser contadas.

Inspiro-me em tudo o que me rodeia, nas pessoas com quem me cruzo, nos livros que leio, nos momentos que acontecem fora da literatura. Depois transformo tudo isto em realidades minhas, que passam a ser do mundo assim que as converto em palavras.

Talvez fosse feliz a fazer outra coisa qualquer. Mas escrever é a única coisa que me imagino a fazer para sempre.