Primeiro livro já disponível

O Lugar das Árvores Tristes

O Lugar das Árvores Tristes

Escritora

Escritores em apuros #2 – Marcas e Referências

Há uns dias, em conversa com a Susana, uma jovem escritora que está agora a trabalhar no seu primeiro livro, ela perguntou-me se podemos mencionar marcas e referências verdadeiras nos nossos livros. Conversámos um bocadinho sobre isto e eu achei que era um bom tema para cristalizar por aqui. Vamos a isso? Portanto, quando escrevemos […]

Escritores em apuros #3 – Personagens

Já disse isto inúmeras vezes: para mim, o que faz um livro ser maravilhoso são as personagens que o habitam. Mais do que um enredo magistralmente bem construído, amo personagens com sumo, com  dúvidas, com dramas, com defeitos, com múltiplas camadas e dimensões. E quando as personagens são assim, é muito mais fácil criar um […]

Escritores em apuros #1 – Diálogos

Quando comecei a escrever a sério, a trave em que eu bati foi esta: os diálogos. Muito por culpa das novelas (da TVI), a minha esquisitice com diálogos foi ficando apurada. Se já perderam vinte minutos da vossa vida a ver aquilo, sabem que às vezes há muito engelhar de testa. Da nossa testa. Vergonha alheia […]

O poder do NÃO

Na carreira de um escritor, a palavra mais ouvida é “não”. Editoras que recusam livros são a coisa mais comum. Nem todos os livros que se escrevem são bons (e, mesmo assim, muitos destes são editados, mas hoje não vamos falar sobre isso – embora me deixe lixada com F saber da carrada de porcaria […]

No início era o Verbo

“Não é como começa; é como acaba.” Esta afirmação, quando aplicada a coisas como futebol, investimentos, cursos, etc., é muito verdadeira. O que importa é o resultado final, e não tanto o ponto de partida.  Quando aplicada à escrita… bom, nem por isso… “O paraíso deve consistir no cessar da dor, disse Elias Gro quando […]

A regra de ouro dos escritores

Ponto prévio: o meu maior defeito é ser perfeccionista a ponto de me auto-sabotar. Sou daquelas que acha que, se não for para fazer excelente, nem vale a pena começar. E o que acontece muitas vezes é que este pensamento acaba por me bloquear e por me impedir de fazer inúmeras coisas. Aprendi à custa de muito […]

Da poesia ao romance – uma epopeia

Comecei o meu percurso na escrita da forma mais basilar possível: lendo muito. Foi o facto de ler que me fez apaixonar pela arte de contar histórias. Foi o facto de viajar tanto dentro dos livros que lia que me fez querer dar vida às inúmeras realidades que foram crescendo dentro de mim.Comecei cedo: aos 10 anos. […]