Primeiro livro já disponível

O Lugar das Árvores Tristes

O Lugar das Árvores Tristes

Escritora

Sweet Fourteen

Catorze anos de Leonor.

Catorze anos de maternidade, de dúvidas, de certezas, de medos, de coragem, de lágrimas, de abraços, de gargalhadas, de dias bons, de dias maravilhosos, de dias horríveis, de fragilidades, de ansiedade, de coração apertado e de coração cheio.

Catorze anos desta viagem incrível. Sempre quis embarcar nisto de ser mãe. Nunca imaginei que fosse assim. Nunca imaginei que, catorze anos depois, tivesse esta miúda incrível ao meu lado, já da minha altura, tão igual a mim em (quase) tudo.

Vivo neste limbo de medo e orgulho. Medo por não saber se estou a fazer bem (mas sei que dou sempre o meu melhor, sei que tenho os limites bem definidos, sem até onde a corda pode esticar), medo de que um dia ela ache que não fui suficiente, de que não fui a mãe que ela merece ter (mas sei que sou essa mãe, todos os dias). Orgulho porque estou a criar uma mulher do caraças, que não se há-de vergar a nada, que tem a pontaria bem afinada na direcção do que quer.

Este trabalho não é só meu: é de uma aldeia inteira. É do pai, é dos avós, que são incansáveis e fazem jus àquela máxima que diz que os pais servem para educar e os avós para deseducar. É dos amigos que temos ao nosso lado, da minha Lia, que é a tia mais próxima, do Mário que é o padrinho incrível, de quem convive connosco diariamente ou nem tanto mas que, mesmo fisicamente distante, nunca a deixa tombar.

Miúda, tu consegues tudo. Lhamo-lhe mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *